quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Um pouquinho sobre mim


Já falei um pouquinho sobre a história dos cupcakes e achei legal falar um pouquinho sobre mim.
Sou uma cozinheira plenamente assumida, já quis ser muitas coisas, fiz o antigo segundo grau técnico em informática industrial achando que era o que eu queria, achava que após isso eu faria uma faculdade de análise de sistemas mas no meio do caminho descobri que o lance era muito mais complexo do que eu imaginava, ainda assim concluí, terminei o segundo grau e queria fazer faculdade de psicologia pq achava que eu tinha jeito pra coisa, mas fui desanimando, entrei na faculdade meio perdida e iniciei o curso de pedagogia (???). Fiz alguns períodos e parei e pensei: Que eu to fazendo aqui, mermão??
Tranquei a faculdade e fiquei atoa, tive alguns empregos mas nada de muito importante ou que fizesse diferença na minha vida e um belo dia eu descobri que era mesmo uma cozinheira, afinal de contas eu cozinho desde criança.

Lá pelos meus 9 pra 10 anos eu ficava sozinha em casa, minha mãe trabalhava fora, meu pai tb, minha irmã bem mais velha que eu trabalhava e fazia faculdade, ou seja, uma criança sozinha em casa sem ter nada o que fazer, eu podia fazer bagunça, colocar fogo na casa, mas não, eu cozinhava, isso mesmo C – O – Z – I – N – H – A – V – A. Minha mãe morria de medo que eu me queimasse, que eu fosse pro fogão  e provocasse em mim mesmo queimaduras de muitos e poucos graus, então o que eu fazia???? Tanananammmmmmmmmmmm (pausa dramática). .. Eu fazia bolos e assava no forno elétrico =D
Quando a minha mãe chegava do trabalho por volta das 17h, quem tinha ido pra cozinha e a estava esperando bonitinha com um bolinho quentinho? EU!

E assim eu fui crescendo, minha mãe nunca me forçava a aprender nada, nunca disse que eu deveria aprender a fazer isso ou aquilo, ela só queria que eu estudasse, mas mesmo assim eu fui aprendendo e eu ia aprendendo só de observá-la fazer, as vezes eu perguntava uma coisa ou outra, ela me explicava e só.

Hoje estou aqui, sou cozinheira formada, todo mundo da um nome pomposo a isso e eu gosto não nego, chef de cozinha. Ahaaaaaaaam, sou sim!! =)

Eu trabalho por conta própria, trabalho como personal chef, que nada mais é do que o novo conceito de se ter um chef de cozinha em casa. O que faz um chef de cozinha na casa de alguém? Eu posso fazer muitas coisas, desde te ensinar a cozinhar, posso cozinhar pra vc, posso organizar pequenas festinhas, reuniões, almoços, jantares, brunchs pra vc, posso até fazer a sua lista de compras se vc quiser. Faço comida congelada também, chegar do trabalho cansado, enfiar uma comidinha gostosinha no micro-ondas e alguns minutinhos e piiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii está tudo descongelado e fresquinho só esperando ser comido? Vida boa hein? Posso fazer isso por vc!
De vez em quando eu e um grande amigo meu, o Marvin (não gosto de chama-lo assim, mas ele se apresenta assim), pois bem, eu e o MARCUS organizamos um menu degustação que demos o nome de Bouquet Garni.  Adoro o Bouquet Garni, adoro cozinhar para amigos, aliás vou contar um segredo só pra vcs, eu adoro cozinhar.. .hehe

Recentemente eu adquiri um vício, não, eu não fumo e bebo muito de vez em quando, tb sou contra as drogas, meu novo vício são os cupcakes. Ah os cupcakes são fofos, são lindos e são deliciosos.

Calma, ta acabando, não vou mais escrever muito, só tenho que dizer que eu agora além de tudo que eu já listei tb faço cupcakes sob encomenda e aos poucos eu vou postando aqui fotos desses carinhas que estão super na moda.


                                                                     
Esse é a logo que o Marcus fez pros nossos eventos do Menu Degustação Bouquet Garni, tenho muito carinho por ele.

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

A história do cupcake

Isso mesmo, tá pensando que só pq ele é gostosinho, lindinho é só ir comendo sem nem ao menos saber qual a história do cara? Né assim não, deixa de preguiça e vamos lá!

A primeira vez que o cupcake foi mencionado, foi em 1828 (vc não imaginava que essas delicinhas fossem tão velhinhas né?) por uma senhorinha chamada Eliza Leslie.
Eles eram assados em recipientes individuais de porcelana (mais uma coisa que vc não sabia, achou que sempre existiu essas práticas forminhas de muffins né? Na-na-ni-na-não! O buraco era muito mais embaixo, melhor dizendo, a forminha era mais embaixo). Existe uma outra teoria que o termo "cup" não era apenas pelos recipientes onde eram assados, mas também pela maneira de medir os ingredientes por copos/xícaras. Pra mim todas as teorias fazem sentido, o importante é que foi mais ou menos por aí que surgiram os nossos queridos-amados-salve-salve cupcakes =)

Em 2009 a venda dos cupcakes nos EUA aumentou cerca de 22% . Há quem diga que esse recomeço se deu por conta de um episódio de Sex and City onde a Carrie entrou na Magnolia Bakery, em Nova Iorque para comer um cupcake. Muita gente fala muita coisa, mas querem saber, eles voltaram pq são óóóóóóóóótimos e ponto final.

video